Disaster Area

Um médico, um filósofo e um oceanógrafo também tinham acabado de chegar, trazidos, a um custo astronômico, de Maximegalon para tentar argumentar com o vocalista, que se trancara no banheiro com um frasco de comprimidos e se recusava a sair até que alguém provasse a ele de maneira irrefutável que ele não era um peixe.

(Douglas Adams, em O Restaurante no Fim do Universo, 1980)

A aceitação de cada um como realmente ele é...

 

Dizem que hoje é Dia do Amigo, arruma-se data pra tudo, não é? Pois bem, criaram uma pra isso também.

Mas não deixa de ser uma boa idéia você ser 'obrigado' a lembrar daquelas pessoas que mais importam na sua vida, já que durante vários outros dias, nesse turbilhão de compromissos, de responsabilidades, de distâncias, de individualidades e de mal-entendidos, a gente acaba não se valorizando como deveria.

Não foi fácil a gente 'se conquistar', nunca é fácil, às vezes nem em uma família, quanto mais com alguém que vc encontrou qualquer dia por aí, na casa de alguém, num passeio, no MSN... mas a conquista acontece, o amor vem, e nessas horas é como se fôssemos peçinhas de Lego, ou pares num quebra-cabeça, não há outro encaixe, é eu-você.
E o quebra-cabeça pode ser ainda maior, juntamos outras peças e, olha que surpresa(!), elas também se encaixam à nós. Taí formado nosso quadro completo, nosso círculo, nossa nova família, escolhida a dedo e olho clínico. Uma escolha muito subjetiva, eu diria, na qual você não tem controle algum, é teu coração que escolhe e com ele não se discute.

Mas o encaixe entre o Lego pode diminuir, a ponta das peças do quebra-cabeças pode amolecer, acontece! Mas não deveria. Dá pra recuperar, requer esforço, vontade e sinceridade. Precisa dispensar o orgulho, reconhecer que ninguém está no mundo pra fica sozinho, seja de amigos, seja de paixões. Aliás o que seria de nós quando acaba alguma paixão (sim, porque muitas vezes, vai entender..., elas acabam) sem os amigos pra mostrar que a Terra tá girando, que o vento tá soprando e que vai trazer boas coisas logo logo? E o que seria das paixões, as melhores, as mais verdadeiras, se não fosse aquele amigo(a) que esteve todo o tempo ao seu lado, sempre, e de repente (vejam só!) é o(a) tal que você procurava como agulha no palheiro e estava ali tão perto?

Amigos podem 'partir' sem avisar e você vai ficar aguando pro resto da vida por um simples abraço. Isso é terrível. Como dizia Renato Russo: "é preciso amar as pessoas como se não houvesse amanhã porque se você parar pra pensar, na verdade não há". É verdade, viu?
Igualmente ruim é a partida lenta, fria e mútua da falta de comunicação, do orgulho que não vai embora, e causa estragos.
Há momentos em que quem precisa deixar o barco é você. Você descobre que aquela peça era de outra caixa.
Também é péssimo quando amigos se mudam pra Cosmópolis. Mas até aí tudo bem, a gente fica até feliz com essa partida e se lá agora você tem um novo amigo, melhor ainda!

Citando mais uma escritora: "A solidão é apenas um sintoma do nosso descaso".
Então moçada, enjoy! O tempo é curto, as emoções são grandes.
Sejam simples, sinceros, permitam-se abraçar, chorar, pedir desculpas, reconhecer erros (principalmente os seus, não o dos outros).
Menos birra, mais olhares.
Não culpe fulano porque vocês sempre brigam, porque nunca se entendem. E você, o que tem feito pra mudar isso?
Não tem fórmula, não é fácil, mas é recompensador.


Rafael Henrique


PESSOAS: AME-AS OU DEIXE-AS

De minha própria autoria, ainda que eu mesmo não concorde com partes desse texto...


PESSOAS: AME-AS OU DEIXE-AS

Mais um ano se passa e, inevitavelmente, você vai refletir sobre o que aconteceu e o que deixou de acontecer.
Então pense, pense bem.
Eu pensei; concluí que não foi um ano diferente dos outros. Anos vêm, anos vão, e as coisas sempre acontecem de maneira veloz, dinâmica e intensa. Mas a coisa mais interessante não é isso.
O melhor (ou pior) de tudo é que na receita da nossa vida, os sabores não seriam tão diversos se não fosse por um único, porém poderoso tempero: as pessoas.
Sim, é isso mesmo. Relembre bem os melhores e os piores momentos de toda a sua vida e me responda se em algum deles você estava só. É claro que não!
Sempre havia uma ou mais pessoas que atuavam de alguma maneira naquele momento pra que ele ganhesse a força e a importância que hoje você dá à recordação dele.
Mesmo nos momentos em que você (talvez) estivesse só, ainda assim havia alguém: havia a saudade de um amigo enquanto você admirava um pôr-do-sol, havia a lembrança daquela garota enquanto você voltava pra casa após o primeiro encontro ou mesmo poderia ser a expectativa contida dentro de uma sala de espera pra conhecer aquele ser que você há nove meses ansiava conhecer.
Em algum momento é preciso dar-se conta disso. Não é tarefa fácil, exige uma certa humildade em reconhecer isso e saber lidar com esse fato: pessoas sempre farão parte da tua vida.
Pessoas vão te fazer companhia, vão te dar conselhos, vão te dar um emprego, vão te causar arrepios, vão olhar nos seus olhos, vão te ligar de madrugada, vão te presentear com um Diamante Negro, vão pisar no seu pé, vão te fazer rir, vão te fazer chorar, e algumas... (ah! essas são as melhores) vão ficar tão tristes por terem te feito chorar que vão fazer de tudo pra que voltes a rir (inclusive te dar o Diamante Negro).
O bom é que haja troca. Não há sentido se não houver reciprocidade.
E aí você não vai mais precisar de humildade, e sim de força pra reconhecer esse segundo fato: em algum momento, com alguma pessoa, não vai haver retorno. Esteja pronto pra isso.
Mas, se ninguém te avisou, agora é a hora: você não vai conseguir estar pronto para isso e se acontecer uma ou quinhentas vezes, em todas elas você não vai estar pronto.
E é nessas horas que você vai precisar da pessoa mais importante de todas que você conhece: você.
Sem você não há os outros, e sem os outros não haverá você. Portanto tome um tempo pra bater um papo de frente ao espelho (e com Deus também, ao menos com Ele sempre haverá reciprocidade), sinta o quanto você é importante pra si mesmo; respire fundo. São passos realmente importantes.
Isso tudo vai acontecer pra que você perceba que pelo menos sobre SUA vida quem tem o controle é você. Faça uso disso.
E tudo isso acontece só por causa do tal do amor. Esteja disposto a amar as pessoas e se não estiver, deixe-as; mas saiba que também serás 'deixado'.
Já dizia Luís de Camões:
"Tão contrário a si é o mesmo amor..."

Pessoas surgem em nossas vidas, algumas ficam, outras apenas passam brevemente, algumas se fazem ainda mais presentes e ainda outras não são arrancadas sem que possamos dar o último adeus.

Acima de tudo, decida qual desses tipos de pessoas você quer ser para as outras, para si mesmo, e quais delas você permitirá fazer parte da sua vida, porque é só assim,
por meio dessas muitas pessoas que você se aproxima cada vez mais da utopia que é a felicidade: não há outro caminho.

Boa jornada!

JUNO quote

Juno: I'm just like losing my faith with humanity. 

Mac: Can you can narrow that down for me? 

Juno: I just wonder if like, two people can ever stay together for good. 

Mac: You mean like couples? 

Juno: Yeah, like people in love.


Jóia


 

I'M ONLY SLEEPING

 

os Queridões!

[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]






Meu Perfil
BRASIL, Sudeste, RIO DE JANEIRO, Homem, de 15 a 19 anos, Música, Livros, Faculdade
MSN - rafaelhenriquerj@hotmail.com



Locations of visitors to this page


+ veja mais